domingo, 30 de março de 2008

A Realidade dos Abrigos de Animais

Tomo a liberdade de publicar esta mensagem enviada por Ana Paula Correia, do Projeto Batalha Animal. O texto fala sobre uma triste realidade que poucas pessoas conhecem.


Toda vez que me perguntam se conheço algum abrigo que aceite seu animal de estimação, eu me lembro da necessidade de escrever sobre o assunto. Esta semana os pedidos foram tantos, que vou tentar descrever a realidade dos abrigos, que é bem diferente da imagem que muitas pessoas fazem deles. O cão, quando vai para um abrigo, não está saindo de férias ou indo passar uma temporada em um SPA ou hotel Cinco Estrelas. Infelizmente, ele vai enfrentar uma dura realidade.

Alguns humanos resolvem, por vários motivos, se desfazer do animal que viveu muitos anos em sua companhia, outros então devolvem o animal adotado depois de meses de convívio com uma família e todos acham que ele ficará feliz indo para um abrigo. Estas pessoas precisam saber que o estresse enfrentado pelo animal que sai de um local onde ele se sente seguro e amado é tão grande que, na primeira semana no abrigo ele adoece e demora muito tempo para se recompor e participar da vida coletiva. No período de adaptação ele fica apático, deprimido e muitas vezes pára de se alimentar. Os mais sensíveis ou velhos adoecem gravemente e alguns acabam morrendo.
Só quem já visitou um abrigo de animais sabe do que eu estou falando. Existem vários tipos de abrigo: alguns são pequenos, com poucos animais, o tipo de local que a maioria dos protetores acaba construindo e que fica muitas vezes em sua própria casa. Nestes, os animais tem alimento, proteção, mas nem sempre têm atenção e carinho. Tem também aqueles maiores, que pertencem a sociedades protetoras, onde os animais muitas vezes sofrem por falta de alimentos e cuidados. Neles há superlotação e são rotineiras mortes causadas por brigas, disputa por território, alimento e até disputa por atenção. Nestes locais os cães e gatos estão sempre tristes, apáticos ou, ao contrário, tornam-se tão agitados que não conseguem relaxar nunca. Já resgatei animais de abrigos que se comportam como crianças delinqüentes: eles são agressivos, extremamente inquietos e podem demorar anos para se reequilibrar. Nos locais menores e mais bem equipados, os animais não passam fome, mas estão sempre carentes e chegam a brigar por um simples afago e você precisa ficar atento para não privilegiar nenhum deles.

Vou diariamente a um abrigo que comporta 30 cachorros e sinto na pele todos os problemas que mencionei. Chego sempre no mesmo horário e os cachorros já começam a correr e a latir quando estou a um quarteirão de distância. Eles já sabem a hora certa e ficam tão agitados que muitas vezes começa uma briga antes mesmo que eu abra os portões. Nesta hora, preciso ser rigorosa e exigir que eles se acalmem. Sempre levo algum petisco e começo a servir para a turma que só então fica quieta, esperando para ganhar o prêmio. Então, aproveito o silêncio para conversar com eles e explicar que estou procurando bons lares para todos e que eles precisam ter paciência, pois é uma questão de tempo e logo eles irão ter uma vida melhor. Conto que eu me esforço ao máximo, mas é difícil encontrar pessoas sem preconceito e que também tenham amor para dar. Mas, claro, isto não é impossível de acontecer e eles vão conseguir sua casa, mesmo que demore um tempo. Sei que muitos deles não terão nenhuma chance, pois são vira-latas e velhos e muito dificilmente alguém se interessará por eles. Para estes eu digo que não precisam se preocupar, pois no abrigo terão sua velhice garantida e todo amor e cuidado que eu e minhas parceiras pudermos lhes dar. Todos os dias eu saio de lá com um nó na garganta, pois eles sabem que só voltarei no dia seguinte e que terão um longo dia pela frente, sem atenção e sem a companhia de um humano. Lá, como na maioria dos abrigos, eles só têm o básico: comida, água e proteção contra as intempéries.

Mas, felizmente e aos poucos, eles acabam aprendendo a conviver com a solidão e hoje já não sofrem tanto quando eu fecho o portão. Resignados, eles vão para suas casinhas esperar o tempo passar. Fico triste, mas só não me desespero porque penso que eles estão melhores lá do que na rua passando necessidades.

Por tudo que os animais são obrigados a suportar, é importante que o abrigo seja sempre encarado como local transitório, uma casa de passagem e não lar definitivo para cães e gatos. Animais domésticos, como o próprio nome diz, existem para viver em contato e na companhia de humanos, pois dependem deles para todas suas necessidades. O certo é que sempre paira um ar de tristeza e resignação sobre os abrigos. Isto porque todos os animais que lá estão foram um dia abandonados e mesmo os que se perderam de suas casas ficaram traumatizados, pois nas ruas passaram por muita privação e medo. Eles se tornaram seres inseguros que têm receio de nos decepcionar, de fazer algo errado e de sofrer novamente.

Jim Willis, escritor e defensor dos animais, descreveu com precisão os abrigos em seu livro Pieces of My Heart:"Olhei para os animais abandonados no abrigo ... os renegados da sociedade humana. Vi em seus olhos amor e esperança, medo e horror, tristeza e a certeza de terem sido traídos. Eu me revoltei e rezei:- Deus, isto é horrível! Por que o Senhor não faz nada a respeito? E Deus respondeu:- Eu fiz. Eu criei você."

Esta, infelizmente, é a realidade dos abrigos e nós devemos lutar para melhorar a situação destes seres abandonados. Mas, assim como algumas pessoas abandonam, outras se desdobram e fazem de tudo para corrigir esta falha."Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa. E, por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso."Pior do que você querer fazer e não poder, é você poder fazer e não querer.

Ana Paula Correia
www.batalhaanimal.com.br

26 comentários:

  1. Que você Ana Paula que não só redigiu esse texto, como vivencia isso, receba do universo toda a luz e toda a força necessária para acalentar esses focinhos durante muitos e muitos anos. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo3/9/09 10:37

    Nossa eu realmente fiquei emocionada com o depoimento do abrigo,eu já imaginava que não é nenhum spa.Se todos fizessem a sua parte na sociedade naõ haveria tantos cães abandonados,eu fico revoltada com tanta pessoa ruim que existe neste mundo.Eu tenho 7 cães e amo cada um deles mesmo com pouco espaço que tenho aqui,dedico-me cada minuto do meu tempo, e eles me agradecem com carinho.E não há dinheiro que pague isso !!!Infelizmente é triste saber que pessoas como nós é raro.
    Meus parabéns pelo seu esforço, continue tentando que a esperança é a última que morre,e com certeza o mundo é imenso não é possível que não tenha bons corações com amor pra dar e adote os cães.
    abraços

    ResponderExcluir
  3. Joao.. Ana PAula. admiro muito a sua coragem,atitude e competencia por esses bichinhos maravilhosos,fiquei muito comovido com seu texto essa é a realidade q muitas poucas pessoas conhecem,ignoram ou finge nao ver.

    gostaria muito de visitar a abrigo,nao sei se consigo localizar no site o endereço..se vc poder me passar ou entrar em contato comigo é Victorsurf69@hotmail.com quero contribuir com alguma coisa ajuda de participar em atividades como dinheiro,carinho com os bichor oq tiver no meu alcance quero participar ajudar..fico grato por vc ser uma pessoa fidedigna aos bichos que são maravilhosos..um ser de carinho amor e fiel...!!

    ResponderExcluir
  4. guanahira26/7/10 23:42

    nossa! ana paula....eu li e fiquei muito triste.Mesmo assim eu perdi a minha cachorra chama maria teite,linda vira lata que tanto amava ela, tinha com seus 15 anos e ela era um doce ......mas morreu devido por causa do cancer ,,,,o veterinario me falou que ela nao ia sobreviver por causa que o cancer ja havia espalhado no corpinho dela....Eu agora procuro outra vira lata para as minhas duas filhas poderem brincar e eu amo de qualquer raça, qualquer cachorrinhos .... DEUS E FIEL!

    ResponderExcluir
  5. Adriano Nascimento5/8/10 21:41

    OLá pessoal, me chamo Adriano e moro na Z/O de SP... venho através desse com muita tristeza em meu coração pedir pelo amor de Deus um lugar onde eu possa levar 4 cachorros vira-lata ( 2 fêmeas e 2 machos) todos castrados... o motivo: meus pais possuem ,ou melhor,possuíam uma micro empresa de ônibus de turismo e esses animais viviam lá ,mas acontece que a empresa dos meus pais quebrou e todos os ônibus tiveram q ser devolvidos para a financeira,carro e qse q nosso apto tbém está indo... não restando mais nada para nós. No meu apto que já é pequeno, temos uma cachorrinha, um gato, um papagaio e 2 passarinhos... adoramos demais animais mas infelizmente não temos como trazer os outro 4 dogs para o apto. Não sei mais o q fazer, meus pais toda vez q falam dos cachorros começam à chorar e eu não fico diferente... amooo muito principalmente cachorros. Esses 4 cachorros já foram largados qdo bebês na porta da nossa empresa e não tivemos a coragem de apenas ignorar, cuidamos deles e hj são nossos guardas, amigos e alegria... por favor pessoal, me dêem uma luz do q fazer com meus dogs... ajudamos até com ração se for o caso... não queremos jamais ter q levá-los para a carrocinha pois sei q serão sacrificados e isso seria a maior injustiça q teríamos feitos com amigos leais e q só nos deram mtas alegrias. Me ajudem por favor!!! Muitíssimo obrigado à todos e pela atenção. Meu email: libriano26sp@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. nossa, me emocionei muito com esse texto. Espero que muitas almas boas ainda existam no mundo para fazer o papel que alguns poucos fazem, esses bichinhos só trazem alegria e companhia pra um lar.. na minha cabeça é incompreensível um abandono por uma simples doença ou seja lá o que for..
    beijos e parabéns pelo trabalho

    ResponderExcluir
  7. gente pela mor de Deus como existe gente cruel eu aki doida por uma cachorrinha aki da minha rua que não tem uma orelha mais é muito alegre e brincalhona o povo faz isso

    ResponderExcluir
  8. essas pessoas q compram ou adotam caes;nao tem coraçao nenhum pegam os animais maltratao e depois jogao mtos na rua;sem agua;comida e proteçao.pessoa sem coraçao.Parabens pelo trabalho de vcs;os nossos bichinhos mereçem muito mais que essa satisfaçao q vcs dao a cada um deles

    ResponderExcluir
  9. eu quero adotar um iguana pro meu filho alguem sabe me dizer onde ?

    ResponderExcluir
  10. Michele Alves1/12/10 01:38

    O meu morreu após 16 anos de felicidade, e como estava velho tinha suas manias e frescuras, kkk, virou lixeiro e queria dormir fora (kkk, no quintal dos fundos, já que normalmente dormia na cama conosco), mas sempre disse que ele não era cachorro da casa, ele ERA da família, foi até engraçado como parentes nos ligaram para dar os pêsames. Uma vez uma "amiga" disse que como ele tinha 15 anos ia morrer logo, eu disse que a avó dela tb estava morrendo por ser velha. O meu cachorro é como um membro da família e sempre foi tratado como tal, como alguém pode achar que eles são coisas velhas que podem ser jogadas em qualquer lugar? São seres vivos, que sentem, como eu sinto meu coração doer ao ler um texto destes ou lembro do meu cachorro que foi tão companheiro desde os meus 10 anos

    ResponderExcluir
  11. Nada alem da realidade! Triste, fiquei muito emocionado tenho 14 anos temos 5 caes cada um deles é uma parte de mim 3 deles nós pegamos na rua,sem prboblema nenhum! Não tem essa de vira lata eles tem sentimentos como todos os outros! Que deus ilumini todos os abrigos do mundo!
    Queria só deixar uma coisa nao compre,Adote!
    Te desejo toda sorte do mundo!

    ResponderExcluir
  12. nossa fiquei muito emocionada com a história,e o que é mais triste é saber que o ser humano tem a maior parte de culpa nisso tudo,perdi meu bebe de dois anos a 1 mes,quaze entramos em depressão,ele foi envenenado ao fugir para rua,gastei o que ti e o que não tinha para salvalo mas infelizmnete ele não resistiu,esses bebes são como crianças,como abandonar seu propio filho?não dá,que deus a ilumini muito e de condiçoes para saber lidar com cada novo cobstaculos em sua jornada!

    ResponderExcluir
  13. depois de ler isso só consigo chorar, dói tanto mas tanto.. quando penso no meu cachorro que adotei cheio de medo por ter sido maltratado e vejo que hoje ele é carinhoso e dócil me da vontade de ter ele eternamente ao meu lado.. MUITA MUITA FORÇA PRA VC QUE VISITA ESSES ANIMAIS! só não adoto mais porque não tenho condições, se não teria um abrigo no meu quintal.

    ResponderExcluir
  14. ola ana paula eu estava lendo os seus comentarios sobre s animais nos abrigos e fiquei uito triste mas tbm fiquei feliz por saber que ainda existe pessoas maravilhosas e de um coraçao enorme que se preocupa e querem dar um pouco de amor e carinho para esses animais que sao lindos e carentes independente de raça eu tenho um caozinho lindo amigo e muito carinhoso e sei que ele e ama o tanto que eu o amo e eu queria mito te o poder de abrir um epaço com tudo e mais um pouco de tudo que todos os caes merecem eu iria recolher todos os animais de rua todos que sofrem maus tratos e todos aqueles que tem um lar mas nao tem o principal que e AMOR eu gostaria muitooooooooooooo de ter a coragem de ir em algum tipo de abrigo para eu doar um pouco de amor que eu sinto ter tanto para esses caozinhos saber que posso transformar um pouco o dia deles deixar a vida deles um pouco mais colorida mas na verdade quem iria sair anhando com tudo isso seria EU por ter o privilegio de desfrutar um pouco da compania de cada um deles mas quero te dar os meus parabens por tudo que tens feito e dado para esses animais com certeza DEUS ira te recompensar por tudo BEIJOS PATY quero muito ajudar todos eles

    ResponderExcluir
  15. EU TO CHOCADA!!!!!!COM ESSA IMAGEM!!!!!CARAMBA SE NÃO PODEM TER NÃO ARRUMEM!!!!EU TENHO 4 DUAS PUDOOS UM SALSICHA E UM POLICICIAL....E OLHA AMO MEUS CACHORROS E SÃO O XODO´ DE MINHAS FILHAS QUE SÃO PEQUENAS...TEMOS QUE TR CONSIENCIA QUE SÃO SERES HUMANOS....DEUS ABENÇOE OS ABRIGOS EM GERAL BEIJOS A TODOS VCS...ANJOS....

    ResponderExcluir
  16. Anônimo5/3/11 21:02

    Parabéns Ana Paula,eu tenho 15 cães no meu sítio,sou enfermeira e protetora dos animais...estou emocionada:(

    ResponderExcluir
  17. que deus ilumine todos k cuidam dos animais tenho 3 cachorros e adoro os animais patricia mk

    ResponderExcluir
  18. Que Deus te ilumine e te de forças todos os dias, pois são raro as pessoas como você...Amo muito os animais e não me conformo com a crueldade,já sofri muito, chorei por ver varias situações constrangedoras...Uma delas um sei lá o que pode se dizer disso jogar a gata com os seus três filhotes dentro de um boeiro liguei para o bombeiro e simplesmente disseram que não podiam fazer nada, entrei em casa desesperada chamei meu marido e pedi a ele para fazer alguma coisa então pegamos um balde e conseguimos tirar os filhotes... Infelizmente a mãe dos gatinhos não conseguimos tirar pois ela entrou pelo cano e não conseguimos pega-la....Não sei como tem gente que tem coragem de fazer mal para esses bichinhos tão inocentes,amaveis e que depente da gente pra tudo....

    ResponderExcluir
  19. Ao ler, chorei mesmo....mas também faço o q posso, tenho duas q foram retiradas das ruas, uns amores! Somos poucos mas fazemos muito! Pensamento positivo sempre!

    ResponderExcluir
  20. Pessoal, por favor me ajudem a encontrar um dono(a) para um filhotinho de gato encontrado neste domingo.
    Ele estava amarrado dentro de uma sacolinha e quase dentro de um bueiro, a Gaia minha cachorra que encontrou. Já dei remédio pra vermes e antipulgas. Por favor, eu levo até o interessado.
    Se não puder ficar, ajude esse pobre animal compartilhando essa mensagem!
    Muito obrigada.
    meu e-mail: tatiemy35@yahoo.com.br
    P.S --> Acho um absurdo as ONGs não ficarem com animais que não tem um lar, por todas essas dificuldades, temos mais e mais pessoas jogando os bichinhos na rua, porque tem que ser castrado? Como um filhote pele e osso de aproximadamente 1 mês jogado na rua seria castrado? Chateada, tentei ajudar e agora estou com um problema. Mas se alguém puder, caridosamente me ajudar, agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Infelizmente os abrigos estão todos superlotados, é muito difícil conseguir uma vaga e as ONGS passam muitas dificuldades para manter esses animais. A lei está certa sim de exigir castração, pois esse é o único meio de reduzir a população de animais abandonados. E cada um tem que fazer sua parte. A prefeitura proíbe venda, doação e anúncios de animais não esterilizados, mas em contrapartida oferece um programa de castração gratuita. Saiba mais em http://adotacao.blogspot.com.br/2009/03/campanha-de-castracao-gratuita-no-ccz.html

      Excluir
    2. Mas tem gente que não se toca mesmo! O trabalho que ongs ou protetores teriam com o gato é exatamente o mesmo que você pode fazer: dar ração boa e um tempinho para ele se fortalecer, castrá-lo e aí sim colocá-lo para adoção. Por que certas pessoas acham que os protetores devem arcar com tudo? De onde elas acham que tiramos dinheiro e espaço para tantos animais? De uma cartola mágica?

      Excluir
  21. Anônimo9/5/12 01:10

    Quero um concelho eu tenho 11 anos e acabo de perde o meu cachorro. Ele morreu no dia 07/05/2012 bem na minha frente e eu não consigo superar isso e quero saber oque eu devo fazer,se eu adotar um outro cachorro acho que estou traindo ele,mas o meu coração ta dizendo que eu devo fazer oque é certo e adotar um cachorro. Por favor me ajude a superar essa dor qui dentro de mim!obrigado

    ResponderExcluir
  22. nossa eu sou apaixonada por esses bichinhos ta indefesos so Deus sabe o quanto eu sofro e choro de ver eles com o os olhos cheios de carinho e dizendo me leva nossa me doe demais olha te admiro meus parabens que deus te de em dobro para seguir em frente fica com deus

    ResponderExcluir
  23. muito devemos amar aos nossos bichinhos que eles sao mais amigos do que um ser humanopode ser eles intendem oque passamos ate quando morremos eles nos esperam um recado pra quem maltra animais domesticos mais como silvestre maltrato rinha abandono e crime se nao consegue cuidar coloque ele na adoçao ou procure um novo dono e lembrem de uma coisa a gente acha que nos escolhemos o nosso amiginho nao tem aver com beleza nos cachorrino e nos gatos alem do mais eles escolhem ..... adimiro quem e bom com os animais

    ResponderExcluir
  24. É muito triste saber da verdadeira realidade dos abrigos, peço a Deus que te dê forças Ana Paula, com esse trabalho e que esses Anjinhos ganhe de natal um dono carinhoso, um lar feliz e uma vida melhor, também espero que o pouco que cada um, que se interessa a fazer o bem, faça uma enorme diferença e que possamos mudar a visão das pessoas!
    De: *futura veterinária*

    ResponderExcluir

LEIA AQUI ANTES DE DEIXAR SUA MENSAGEM -

Deseja adotar ou mais informações sobre um animal anunciado?

Então entre em contato direto com a pessoa responsável. O telefone ou e-mail aparecem sempre destacados no final de cada postagem. Eu faço somente a divulgação, nenhum desses animais está comigo. No caso de outros assuntos que exijam resposta, deixe seu e-mail para contato. Não damos retorno por telefone.